Tratamento com Ondas de Choque

Autor: Dr. Paulo Kertzman

O tratamento com Ondas de Choque (radiais ou focais) é uma nova modalidade de tratamento para os pacientes com problemas músculo-esqueléticos. Iniciamos esta prática em 1999 após estágio em centros de tratamento na Alemanha nas universidades de Munique e Heidelberg onde já é utilizada desde 1990.

Existem vários modelos de aparelhos, o que permite tratar diferentes tipos de problemas:

  • Fascite plantar (esporão);
  • Tendinite calcárea de ombro em fase crônica;
  • Tendinite de aquiles;
  • Dores miofasciais (em alguns casos pode ajudar a tratar fibromialgia);
  • Lombalgia (dor nas costas sem alteração neurológica);
  • Epicondilite (cotovelo do tenista);

Participamos ativamente de um grupo médico denominado Sociedade Brasileira de tratamento Por Ondas de Choque /SBTOC

Como funciona?
Não se trata de um choque elétrico, mas sim de um impacto mecânico

As Ondas de Choque são um tipo de energia mecânica que penetra no tecido lesado e provoca um fenômeno chamado cavitação, onde microbolhas se rompem provocando como microrupturas no tecido inflamado, determinando a liberação de substâncias antiinflamatórias locais e também estimulando um aumento na microcirculação local .

Este aumento de nutrição no local antes fibrosado leva a uma progressiva cura natural do processo inflamatório-degenerativo.

Podemos controlar a intensidade da energia com que as ondas de choque atingem o local a ser tratado. Quando utilizamos baixa energia produzimos alívio da dor e relaxamento muscular, quando se utiliza média energia ocorre a reparação tecidual e com alta energia pode ocorrer a estimulação óssea.

As ondas apenas atuam em tecidos lesionados e não causam nada em tecidos normais.

Como é o tratamento ?
O tratamento é ambulatorial, não necessita internação ou anestesia a não ser para alguns casos de tratamento ósseo.

Realizamos de 3 a no máximo 6 sessões com intervalo de uma semana entre cada aplicação. São aplicadas 2000 ondas em cada sessão nos locais lesionados.

Quais são as indicações ?
Sempre para pacientes com lesões crônicas que não obtiveram sucesso com outros tratamentos e que apresentam tendinites crônicas comuns em esportistas e trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

Deixe um comentário

Categorias