A importância do exame de saliva no diagnóstico e tratamento do mau hálito

Autora: Dra. Caroline Morini Calil

A causa do mau hálito pode estar relacionado a problemas na boca, na língua, na gengiva e na falta de saliva, ou boca seca.

A saliva é um fluido rico em água, proteínas protetoras da mucosa bucal, enzimas antibacterianas e outros componentes que mantém a saúde da boca. A falta de saliva pode ser causada por medicamentos, por estresse e até por falta de ingestão de água ou líquidos durante o dia. Mas esses problemas podem ser controlados com o tratamento para corrigir a boca seca.

Tudo começa com o exame de SIALOMETRIA, é realizado por dentista especialista em boca seca e mau hálito e pode ser pedido por médicos Gastros (cuidam de problemas de estomago) e Otorrinolaringologistas. Esse exame não dói, é realizado junto com uma consulta de dentista especialista e demora 40 minutos (medidas da saliva e consulta com o dentista). Nesta mesma visita se recomenda realizar exame para mau hálito, pois a boca seca pode gerar este problema.

O exame de mau hálito é feito com um aparelho chamado oralchroma.

O exame da saliva (Sialometria) é composto de:

  • Medida do Fluxo salivar;
  • Medida da mucosidade salivar,
  • Medida do pH salivar;
  • Avaliação da coloração.

O tratamento para mau hálito é planejado após o resultado destes exames (exame de saliva e mau hálito) e geralmente se atingem melhora das queixas.

Os casos mais complicados são aqueles onde o paciente passou por radioterapia de cabeça e pescoço ou quando o paciente é portador de síndrome de Jogren. Nesses casos há uma destruição parcial ou total da glândula salivar e então é necessário fazer uso da saliva artificial. É importante ressaltar que dependendo do estágio em que a síndrome de Jogren é detectada ainda podemos tentar evitar a progressão da destruição da glândula com medicamentos e devolver a própria salivação ao paciente. A saliva artificial é sempre utilizada em último caso apenas.

Autor:Dra. Caroline Calil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

Deixe um comentário

Categorias