6 PERGUNTAS SOBRE DOR LOMBAR

Conheci o ortopedista Roberto Nahon ainda moleque, quando veio ser nosso atleta no time de vôlei. Transformou-se em um excelente médico e conseguiu juntar sua paixão pelos esportes com sua profissão. Hoje é, além de várias outras coisas, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.

Aproveitei todas essas experiências para fazer algumas perguntas sobre uma questão que incomoda tanta gente: a dor lombar.

Quais são as doenças/problemas mais comuns que geram a dor lombar? A lombalgia não é uma doença e sim um sintoma. Uma maneira fácil de separar os diferentes tipos de dor lombar é dividindo entre os casos em que a dor irradia para as pernas e os casos em que a dor fica limitada à área da lombar.

No primeiro caso, as lesões nos discos intervertebrais são a causa mais comum. Tal lesão no disco causa uma irritação dos nervos (vários mecanismos causam isto, mas a compressão mecânica por hérnia ou protrusão juntamente com a resposta inflamatória no local são as causas mais freqüentes) que saem da medula espinhal para os membros inferiores.

Já nos casos em que a dor fica concentrada, a dor pode ser causada pelo mesmo mecanismo anterior e também por outros, como a lesão da própria coluna e seus pilares, incluindo o estresse dos ligamentos. É importante lembrar que a lesão do disco vertebral, mesmo que não cause uma compressão em uma raiz nervosa, pode causar a dor lombar.

Quais são as causas mais comuns destes problemas citados acima? Genética, exercícios físicos em excesso, má postura, idade?

Sempre é relevante destacarmos que características familiares são um marcador importante para a presença de qualquer doença. Neste caso, destacamos as dores lombares associadas a doenças. Mas a falta de musculatura do core está relacionada diretamente à incidência da dor lombar, mesmo para quem não tem uma doença definida. É importante lembrarmos que, como quase todas as atividades, não é qualquer exercício ou qualquer intensidade que vai ajudar na prevenção da lombalgia. Na realidade existem exercícios que aumentam as dores. Sendo assim é recomendada a atenção para a prática e prescrição de atividade física, seja para tratamento, seja para prevenção destas dores.

Quais são os tratamentos possíveis para dor lombar?

Como se tratam de várias causas para a dor lombar é difícil falar dos possíveis tratamentos de cada uma das causas. Podemos pensar que, quando a causa é uma doença específica (tumor, por exemplo) o foco é na cura da causa básica. Em casos mais comuns de lombalgia, principalmente sem irradiação e sem doença associada, o tratamento está na diminuição da dor e recuperação da musculatura. Mesmo que possa ser necessário o uso de medicação, é importante lembrar que medidas físicas são muitas vezes mais eficazes para o tratamento.

A atividade física pode ajudar?

A atividade física se bem indicada pode ajudar no tratamento e principalmente na prevenção da dor lombar.

Existem atividades que são mais recomendadas para o grupo de pessoas que tem essa dor?

No caso da prevenção, os exercícios do core são os mais indicados. Mais importante do que sabermos o que devemos fazer, é lembrar o que não devemos fazer. Isso quer dizer que quando o paciente tem um quadro de dor lombar, irradiada ou não, a causa tem que ser identificada. A razão é que a recomendação de uma atividade para uma causa pode ser contraindicada para uma outra causa diferente, com sintomas inicialmente parecidos.

Confira também:

Posso fazer agachamento?

Aprenda a fazer treino com exercícios intensos para definir o abdômen

Que tipo de cuidados um paciente com essa dor deve ter na academia?

Varia. Mas de uma maneira geral, o cuidado que sempre deve ser tomado é o exercício com orientação. Além disso, a atenção e busca por hábitos cada vez mais saudáveis nos darão uma quantidade de vida com mais saúde, menos dores e muito mais alegria.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

Uma resposta

Deixe uma resposta para Projeto Você Feliz Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias