Ortopedia

(11) 3050-5123

(11) 3887-5123

(11) 94010-7986

Slide background

Ortopedia

Autores: Dr. Carlos Andreoli, Dr Fabiano Cunha

A fratura da perna de Anderson Silva pegou os brasileiros de surpresa. Como um atleta jovem, bem treinado, com boa alimentação e patrocínio (acesso a modernas técnicas de treino) sofre uma fratura num movimento “banal” como um chute?

fratura da perna de anderson silva e causa comum de cirurgia em atletasFratura da perna de Anderson Silva x Weidman

 A fratura de perna- ou tíbia- é muito comum em corredores e atletas profissionais, mas existem formas de prevenir alguns tipos de fraturas. Quando você está treinando para uma competição, um jogo ou uma corrida, por exemplo, é comum que os treinos fiquem mais intensos à medida que a competição se aproxima. Isto pode causar uma agressão maior no osso, levando ao que chamamos Overuse(excesso de uso/treino).  O Overuse pode levar a uma canelite( fratura de stress), que na maior parte das vezes vai forçar uma redução do treino e em alguns casos até faltar na competição.

fratura da perna de anderson silva e causa comum de cirurgia em atletas2

As cenas são fortes, mas há vários casos iguais ao de Anderson Silva, que não mostraremos aqui por serem fotos agressivas.

Uma vez com  a perna quebrada tanto faz se foi por causa de uma canelite ou não , o tratamento é sempre o mesmo: Cirurgia com pino dentro do osso da perna, Figura 3.

fratura da perna de anderson silva e causa comum de cirurgia em atletas3

Este Pino dentro do osso é a melhor forma de tratamento, pois a tíbia é um osso oco, o que permite colocar este pino por dentro sem grande agressão. Os cortes são mínimos, um de dois dedos abaixo do joelho e mais três furos de 1,5 cm para colocar os parafusos que vão prender o pino no lugar.

O pós operatório costuma ser pouco doloroso e dependendo se a fratura da perna do Anderson Silva for grave ou não , poderá pisar em uma semana ou esperar até três semanas. Com 4 semanas já está na fisioterapia fazendo algum reforço e treino para voltar a andar. Com dois meses já inicia caminhada sem muletas, com três a 5 meses inicia treinos leves e com 6 meses pode retornar para treinos intensos.

Essa fratura que aconteceu com o Anderson Silva serve para mostrar que qualquer modalidade esportiva está sujeita a lesões e precisa de atenção de um grupo de especialistas capacitados para agir desde a prevenção da canelite, ajuste de treino e nutrientes, sempre pensando em evitar a fratura e a cirurgia.

Autor: Dr Fabiano Cunha e Dr Carlos Andreoli

Atendimento

(11) 3050-5123 / (11) 3887-5123

(11) 94010-7988

(11) 94010-7988 (WhatsApp)

Atendimento

(11) 3050-5123

(11) 3887-5123

(11) 94010-7988

Fale conosco

Queremos ouvir suas críticas e sugestões

Redes sociais

facebook2instagram2

INA - Instituto do Atleta

Rua Bento de Andrade, 252
Jd. Paulista - São Paulo, SP
CEP: 04503-001

(11) 3050-5123 / 3887-5123
(11) 94010-7988
(11) 94010-7988 (WhatsApp)

Responsável Técnico

Dr. Carlos Andreoli
CRM: 79.968
- Ortopedia
- Especialista em ombro e cotovelo
- Especialista em joelho
- Medicina esportiva