Ortopedia

(11) 3050-5123

(11) 3887-5123

(11) 94010-7986

Slide background

Ortopedia

A Epicondilite Lateral do Cotovelo, conhecida também como “cotovelo de tenista”, se trata da inflamação dos músculos e tendões que ficam na região lateral do cotovelo. Costuma aparecer não apenas em tenistas, mas em atletas no geral que pratiquem esportes que envolvem arremessos ou esforço parecido nos braços.

O que é a Epicondilite Lateral do Cotovelo?

A Epicondilite Lateral do Cotovelo é uma síndrome causada pela inflamação dos músculos e tendões do cotovelo que estão localizados na região do epicôndilo lateral – uma parte óssea lateral do cotovelo que está diretamente ligada ao antebraço, punho e dedos. Popularmente conhecida como “cotovelo de tenista”, a Epicondilite provoca grande dor na parte lateral do cotovelo, muitas vezes até impedindo os movimentos.

Apesar de ser chamada de “cotovelo de tenista”, a inflamação não aparece apenas nesse grupo e costuma ser bastante comum em atletas no geral ou mesmo em pessoas que praticam atividades físicas que exigem certo esforço do braço ou que utilizam bastante a musculatura no dia a dia. A Epicondilite Lateral do Cotovelo acontece quando há um grande esforço de tração do músculo, o que acaba provocando fissuras bem pequenas nas fibras dos tendões e levando a uma necrose, fazendo surgir a inflamação e a intensa dor no cotovelo que é característica da condição.

Além da Epicondilite Lateral, existe ainda a Epicondilite Medial – chamada de “cotovelo de golfista” e caracterizada pela dor do lado interno do cotovelo. No caso de suspeita, o paciente deverá procurar por um médico ortopedista especialista em cotovelo, que será capaz de fazer o diagnóstico e aplicar o melhor tratamento de acordo com a particularidade de cada caso.

Quais as causas?

Já comentamos que a Epicondilite Lateral costuma aparecer com bastante frequência em atletas no geral, pessoas que praticam atividades físicas ou que fazem muito uso da articulação do cotovelo no dia a dia ou no trabalho. Isso acontece por conta do esforço intenso ou “sobreuso” da musculatura, frequentemente causado quando há a prática de exercícios repetidos. A patologia pode atingir tanto homens quanto mulheres de todas as idades, principalmente quando a musculatura está fragilizada ou não foi preparada corretamente para o exercício.

Quem faz parte do grupo de risco?

Atletas, principalmente de esportes que exigem esforço dos braços ou trabalham com arremessos, como tênis, golfe, vôlei, natação, handebol, badminton, basquete, lutas marciais, entre outros; pessoas que praticam atividades físicas ou esportes dentre os citados; e ainda profissionais que façam uso dos braços durante o dia a dia, como pintores e cozinheiros, ou que passem boa parte do dia usando o teclado e mouse do computador.

Além desses fatores, a Epicondilite Lateral do Cotovelo costuma também ser mais frequente em pessoas com mais de 35 anos.

Quais os sintomas?

A dor no cotovelo ou dor na parte lateral do cotovelo são os sintomas mais importantes dessa patologia. Em muitos casos, é possível ainda que a dor se estenda para os antebraços ou que seja maior ao realizar movimentos ou carregar objetos, como por exemplo ao erguer uma cadeira, criança ou até mesmo uma xícara grande de café, muitas vezes impedindo o paciente de realizá-los.

Além da dor, pode haver certa queimação, fraqueza e sensibilidade na região do cotovelo, principalmente na lateral, redução de força no antebraço, punho e mãos, e até certo inchaço.

No caso de qualquer sintoma, é muito importante que o paciente procure imediatamente por um médico ortopedista especialista em cotovelo, a fim de evitar maiores problemas e de poder retornar as atividades totalmente reabilitado.

Diagnóstico

O diagnóstico da Epicondilite Lateral do Cotovelo pode ser um tanto delicado. Normalmente, o médico ortopedista fará um exame clínico e pedirá por alguns testes complementares, que ajudarão a chegar a um diagnóstico mais preciso, identificando o local exato, e a descartar outras patologias parecidas – como por exemplo a Bursite Olecraniana do Cotovelo, que consiste na inflamação da Bursa do cotovelo e se manifesta com sintomas bem parecidos à Epicondilite.

Geralmente, os exames solicitados são a radiografia, que é utilizada para excluir doenças ósseas; a ultrassonografia e, com menos frequência, a ressonância magnética. A partir do diagnóstico, o médico indicará o melhor tratamento a ser seguido, de modo a curar a inflamação e a preparar o paciente para o retorno às atividades físicas.

Como tratar Epicondilite Lateral do Cotovelo?

A Epicondilite Lateral pode ser tratada de diversas maneiras e somente o médico ortopedista especialista em cotovelos poderá indicar o melhor caminho. O primeiro passo sempre consiste, porém, em interromper qualquer esforço físico.

O médico poderá indicar medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para tratar a dor no cotovelo e a inflamação, que podem ser receitados por meio de comprimidos ou mesmo injeções. Além disso, será necessário realizar algumas sessões de fisioterapia, a fim de reabilitar a articulação, tratando os danos e também fortalecendo a região do cotovelo, para evitar reincidências.

Apenas em casos mais raros, quando há a persistência da dor no cotovelo ou mesmo da dor na parte lateral do cotovelo após um período que pode variar de seis a doze meses de descanso e tratamento, pode ser necessária a realização de uma cirurgia. O próprio médico indicará o melhor caminho a ser seguido, nesta situação.

Como prevenir?

A Epicondilite Lateral do Cotovelo pode e deve ser prevenida principalmente por atletas de esportes que envolvam arremessos ou esforço do braço, como os citados anteriormente. A prevenção exige alguns simples cuidados como: fazer sempre alongamentos antes de iniciar qualquer atividade física; incluir pequenas pausas entre uma sessão e outra, fazendo mais alongamentos; e adotar posturas adequadas para a realização de qualquer exercício.

Outra dica importante é procurar pela fisioterapia esportiva, que pode auxiliar tanto na prevenção da Epicondilite como de outras doenças do tipo e até mesmo de lesões, preparando o corpo para a prática segura de exercícios físicos ou esportes da melhor maneira.

Atendimento

(11) 3050-5123 / (11) 3887-5123

(11) 94010-7988

(11) 94010-7988 (WhatsApp)

Atendimento

(11) 3050-5123

(11) 3887-5123

(11) 94010-7988

Fale conosco

Queremos ouvir suas críticas e sugestões

Redes sociais

facebook2instagram2

INA - Instituto do Atleta

Rua Bento de Andrade, 252
Jd. Paulista - São Paulo, SP
CEP: 04503-001

(11) 3050-5123 / 3887-5123
(11) 94010-7988
(11) 94010-7988 (WhatsApp)

Horário de atendimento
Segunda a sexta - das 7h às 21h

Responsável Técnico

Dr. Fabiano Cunha
CRM: 87.103
- Ortopedia
- Especialista em ombro e joelho
- Ondas de choque